top of page

Aclimatação das plantas


Algumas dicas para aclimatar as plantas jovens que vão assim crescer mais saudáveis. Aclimatar uma planta ao ar livre significa habituá-la à luz, temperatura e outras condições diferentes de quando estava no interior.


Numa primeira fase as plantas desenvolvem-se melhor se forem protegidas e colocadas em local abrigado. A mudança para o exterior deve ser feita se possível de forma gradual para que aguentem as condições e cresçam de forma saudável.


Mesmo a plantas compradas em viveiro devem ser habituadas ao exterior, porque ao sair duma estufa não têm tempo para se adaptar. Se por exemplo estiver numa zona com ventos fortes e temperaturas altas deve dar pelo menos 10 dias antes do transplante para que haja uma aclimatação ao novo ambiente.


Essa aclimatação deve ser feita longe do vento e do sol direto, por exemplo ao longo de uma parede duma casa virada a norte, debaixo dum telheiro ou à sombra de uma árvore.


Caso sejam colocadas em espaço aberto aconselhamos a proteção com tela, uma grade ou qualquer proteção temporária.


O tempo necessário para uma aclimatação gradual é 10 dias antes do transplante, deixar as pequenas plantas ao ar livre durante 1 hora no primeiro dia e gradualmente aumentar uma hora a cada dia tal como se deve aumentar gradualmente a quantidade de luz que a planta recebe. À noite os vasos devem ficar abrigados até passarem ao 10 dias da aclimatação evitando as grande amplitudes térmicas. Nesta fase as plantas também precisam e mais água mas não devem ser fertilizadas.


Nem sempre as plantas mesmo tendo sido aclimatadas lentamente estão fortes o suficiente para resistir ao frio. Para as plantas mais sensíveis deve esperar que a estação com riscos de geada tenha passado completamente. Pode cobrir as plantas com uma tela de plástico.


Como alternativa pode adotar a aclimatação numa estufa fria. Esta estrutura vai habituar gradualmente as plantas ao ar livre. Constituída por uma caixa que se abre apenas dum lado e com cobertura transparente. Quando fechada absorve o calor durante o dia e liberta-o à noite protegendo as pequenas plantas das amplitudes térmicas. À medida que os dias passam manter a cobertura mais tempo levantada. O ar, a luz e o calor ficam à disposição da planta de modo gradual. De noite as plantas devem ficar encerradas na estufa.


A preparação no Inverno: Arranje as sementes de flores e legumes, que serão semeadas no interior e depois habitue-as gradualmente ao ar livre

A sementeira no final do Inverno, início da Primavera: Semear num tabuleiro, algumas plantas podem ser transplantadas antes do final das geadas e outras depois

Primavera é a adaptação de que falámos atrás de forma gradual antes do transplante definitivo.