COMO ENSINAR A UM CACHORRO ONDE DEVE FAZER AS SUAS NECESSIDADES

Uma das questões que mais preocupa o dono de um cão é como ensiná-lo a fazer as suas necessidades no sítio certo, seja ele um cachorro ou adulto.


Aqui ficam algumas dicas para minimizar as preocupações desses donos.


Os cães são “limpos”?

Quando os cachorros atingem as 8 ou 9 semanas de vida começam a afastar-se do ninho para fazerem as suas necessidades, de forma a mantê-lo limpo. Uma vez que isto é feito espontaneamente, podemos afirmar que eles são limpos por natureza, o que é a base para a educação adequada do cachorro ao nível de higiene.


No entanto, por muito limpo que seja, o cão não aprende, de forma autónoma, que a rua é o lugar certo para fazer as suas necessidades. Além disso, até aos 3 ou 4 meses de idade, os cachorros não têm um controlo voluntário dos seus esfíncteres, pelo que devemos ser pacientes e ajudá-los a definir os hábitos de higiene gradualmente.


De que forma é que os cães manifestam a vontade de fazer as suas necessidades?

Caso o cachorro precise de urinar ou defecar, apresentará uma série de comportamentos prévios, tais como afastar-se do dono, farejar o chão insistentemente ou andar em círculos.

Cada cão terá uma sequência diferente de comportamentos, mas, se o observarmos atentamente, não tardará até que consigamos distinguir claramente se o nosso cachorro quer fazer as suas necessidades num determinado momento.



Bases para uma correta educação higiénica

Uma correta educação higiénica do cachorro passa por, em primeiro lugar, ter em conta que um cachorro de 3 ou 4 meses é incapaz de aguentar mais de duas ou três horas sem fazer as suas necessidades. Portanto, se não lhe dermos a oportunidade de fazer as necessidades no lugar certo, e com a frequência adequada, ele irá fazê-las no sítio disponível.


No entanto, ao mesmo tempo que devemos evitar que o animal faça as suas necessidades onde não deve, também devemos incentivá-lo a fazê-las no local certo. Mas o método de ensino depende se podemos vigiá-lo ou não.


A. Caso possamos vigiar o cão


Devemos supervisioná-lo de perto, tanto quanto nos seja possível, de forma a observar os comportamentos prévios à excreção. Nesse momento, precisamente antes que o faça, devemos atrair a atenção do cão (com uma palmada, por exemplo) e levá-lo imediatamente para o lugar apropriado (as folhas de jornal, o pátio ou a rua, conforme o caso). Caso o animal faça as suas necessidades no local para onde o levamos, devemos recompensá-lo com comida, atividades ou elogios.


Caso ele não faça nada quando o levarmos ao local indicado, devemos continuar a vigiá-lo e a repetir a operação alguns minutos mais tarde.


Esta supervisão do cachorro é especialmente importante naqueles momentos em sabemos que ele terá vontade de defecar. Ou seja, imediatamente após uma sesta ou ao acordar de manhã (antes de fazer qualquer outra coisa), depois de passar algum tempo a brincar sozinho, connosco ou com outros animais da casa, quinze ou vinte minutos após as refeições(aproximadamente), uma vez que, após esse período, se produz uma estimulação intestinal que provoca vontade de defecar e ao voltar a casa, após um longo período de ausência.


Caso estejamos atentos ao cachorro nestes momentos e não nos poupemos a saídas para a rua ou a levá-lo para o local adequado, não tardará até que consigamos que ele aprenda qual é o sítio correto.


B. Caso não possamos vigiá-lo adequadamente


Sempre que deixarmos o cachorro sozinho, e para evitar que ele faça as suas necessidades num local inapropriado, devemos agir da seguinte forma:


  • Destinar uma parte da casa (uma pequena sala ou uma parte de uma sala) para deixar o cão nesses momentos.

  • Nesse espaço, deveremos colocar o alimento, a água e a cama do cão. Podemos, também, deixar-lhe algum brinquedo para se manter entretido.

  • No canto oposto àquele onde colocarmos os objetos referidos anteriormente, devemos colocar o material escolhido para que o cão faça as suas necessidades, como, por exemplo, as folhas de jornal ou qualquer outro material absorvente.



Como reforçar a aprendizagem higiénica do cão


Um aspeto muito importante é evitar o estímulo que representa o odor da sua própria urina ou fezes. Para isso, devemos limpar cuidadosamente, com produtos neutralizantes de odor, todos os locais da casa onde o animal tenha realizado as suas excreções. Nunca se deve utilizar amoníaco, lixívia ou detergentes com odores muito fortes (pinho, etc.), pois estes podem incentivar o comportamento que queremos corrigir.


Caso o cachorro já vá à rua, existem medidas que promovem a sua aprendizagem, como, por exemplo:


  • Levá-lo com uma trela curta para estar junto dele quando urina ou defeca, de forma a poder recompensá-lo imediatamente. Caso nos pareça apropriado, e depois de ter feito as suas necessidades, podemos soltá-lo, mas nunca antes de as fazer.

  • Nunca permitir que o cão se distraia ou brinque com outros cães na rua até que tenha feito as suas necessidades. Depois de as ter feito e de o termos recompensado, devemos premiá-lo com um longo passeio, uma vez que, se voltarmos imediatamente para casa, o cão aprenderá a evitar ou retardar o ato de evacuar para passar mais tempo na rua.

  • Caso conheçamos alguém com um cão, que tenha já aprendido a defecar corretamente na rua, poderá ser bom passearmos o nosso cachorro com esse cão, uma vez que os cães aprendem muito bem por imitação.


Existe algo que não deva fazer?


Nunca devemos punir o cão por fazer as suas necessidades onde não deve. Não se devem igualmente aplicar estes métodos, que são sugeridos por muitos dos nossos conhecidos, como esfregar o nariz do cão na sua urina ou fezes, o que, para além de serem pouco higiénicos, são absolutamente ineficazes.


O comportamento de eliminação é o que chamamos de um comportamento auto gratificante, ou seja, só pelo facto de fazê-lo, o cão sente-se mais confortável e obtém um benefício muito importante (eliminar resíduos do seu organismo), de modo que, se obtiver outros benefícios, é muito mais fácil aprender a fazer as suas necessidades onde queremos.



https://www.royalcanin.pt

99 visualizações

© 2020 Cooagrical 

CONTACTOS

Sede:    

Rua da Palmeira, nº9

Cruz Armada -Imaginário

2500 - 292 Caldas da Rainha

Tel: 262 830 250

 

Loja:

Rua do Sacramento, nº 12

2500-182 Caldas da Rainha

Tel: 262 842 145

Email:

geral.cooagrical@gmail.com

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
SIGA-NOS EM