top of page

COMO ENSINAR A UM CACHORRO ONDE DEVE FAZER AS SUAS NECESSIDADES

Uma das questões que mais preocupa o dono de um cão é como ensiná-lo a fazer as suas necessidades no sítio certo, seja ele um cachorro ou adulto.


Aqui ficam algumas dicas para minimizar as preocupações desses donos.


Os cães são “limpos”?

Quando os cachorros atingem as 8 ou 9 semanas de vida começam a afastar-se do ninho para fazerem as suas necessidades, de forma a mantê-lo limpo. Uma vez que isto é feito espontaneamente, podemos afirmar que eles são limpos por natureza, o que é a base para a educação adequada do cachorro ao nível de higiene.


No entanto, por muito limpo que seja, o cão não aprende, de forma autónoma, que a rua é o lugar certo para fazer as suas necessidades. Além disso, até aos 3 ou 4 meses de idade, os cachorros não têm um controlo voluntário dos seus esfíncteres, pelo que devemos ser pacientes e ajudá-los a definir os hábitos de higiene gradualmente.


De que forma é que os cães manifestam a vontade de fazer as suas necessidades?

Caso o cachorro precise de urinar ou defecar, apresentará uma série de comportamentos prévios, tais como afastar-se do dono, farejar o chão insistentemente ou andar em círculos.

Cada cão terá uma sequência diferente de comportamentos, mas, se o observarmos atentamente, não tardará até que consigamos distinguir claramente se o nosso cachorro quer fazer as suas necessidades num determinado momento.



Bases para uma correta educação higiénica

Uma correta educação higiénica do cachorro passa por, em primeiro lugar, ter em conta que um cachorro de 3 ou 4 meses é incapaz de aguentar mais de duas ou três horas sem fazer as suas necessidades. Portanto, se não lhe dermos a oportunidade de fazer as necessidades no lugar certo, e com a frequência adequada, ele irá fazê-las no sítio disponível.


No entanto, ao mesmo tempo que devemos evitar que o animal faça as suas necessidades onde não deve, também devemos incentivá-lo a fazê-las no local certo. Mas o método de ensino depende se podemos vigiá-lo ou não.


A. Caso possamos vigiar o cão


Devemos supervisioná-lo de perto, tanto quanto nos seja possível, de forma a observar os comportamentos prévios à excreção. Nesse momento, precisamente antes que o faça, devemos atrair a atenção do cão (com uma palmada, por exemplo) e levá-lo imediatamente para o lugar apropriado (as folhas de jornal, o pátio ou a rua, conforme o caso). Caso o animal faça as suas necessidades no local para onde o levamos, devemos recompensá-lo com comida, atividades ou elogios.


Caso ele não faça nada quando o levarmos ao local indicado, devemos continuar a vigiá-lo e a repetir a operação alguns minutos mais tarde.


Esta supervisão do cachorro é especialmente importante naqueles momentos em sabemos que ele terá vontade de defecar. Ou seja, imediatamente após uma sesta ou ao acordar de manhã (antes de fazer qualquer outra coisa), depois de passar algum tempo a brincar sozinho, connosco ou com outros animais da casa, quinze ou vinte minutos após as refeições(aproximadamente), uma vez que, após esse período, se produz uma estimulação intestinal que provoca vontade de defecar e ao voltar a casa, após um longo período de ausência.