top of page

Linguagem dos gatos – saiba o que lhe quer dizer

Quem passa grande parte do tempo na companhia do seu querido gatinho acaba por desenvolver, de forma natural, a necessidade de ser capaz de interpretar a sua linguagem, que tanto pode ser verbal como não verbal. A última diz respeito à linguagem corporal do patudo, muito centrada nas diferentes posições da cauda.



Por vezes, a hipótese de o animal estar a expressar, verbal e não verbalmente, que quer ver o comedouro cheio (de imediato!) está correta.

Piadas à parte, nem sempre é fácil saber o que os gatos pretendem dizer-nos. Assim, apresentamos-lhe algumas das características principais da linguagem dos gatos.


O que significam as posições da cauda dos gatos?

Se o gatito tiver a cauda na vertical com a ponta ligeiramente dobrada, parabéns! Esta posição significa que o animal é feliz e que você, como dono, faz tudo para o seu bem-estar. No fundo, são os melhores amigos.


Por outro lado, caso o seu pequeno felino estiver a bater nervosamente com a cauda no chão, tal pode indiciar que tem dores – aqui a ida ao veterinário pode ser, ou não, indicada. A seguinte lista apresenta outros sinais incluídos na interpretação da linguagem corporal dos gatos.


  • Sacudir a cauda para cima e para baixo é um gesto que pode ser sinónimo de algum nervosismo.

  • Se o pelo da cauda do gato estiver eriçado, tal pode sugerir que o animal se encontra ou muito agitado ou se sente ameaçado. O pequeno felino age deste modo para parecer maior do que realmente é e assustar eventuais adversários.

  • Quando o gato faz a cauda “vibrar” suavemente, tal significa que está excitado ou à espera de alguma coisa, como por exemplo uma guloseima (quem diria!). O seu querido patudo pode estar também simplesmente feliz por o ver, entre outras coisas porque crescem as hipóteses de receber um delicioso snack.

  • Se o gato tiver a parte da frente do corpo na horizontal e tanto a parte traseira como a cauda estiverem no ar, estamos perante um sinal de extrema agressividade e uma atitude defensiva. Pode acalmar o animal se o acariciar; tenha apenas em atenção que ao acariciar o gato na mesma zona do corpo, o animal se pode sentir demasiado estimulado.

  • Caso o animal mantenha a cauda a um ângulo baixo, mais ou menos aos 45° graus, tal pode indicar uma leve agressividade ou ainda o facto de o gatinho se ter assustado com alguma coisa. O patudo pode estar a analisar a situação, verificando se é um amigo ou um inimigo que se aproxima.

  • Ao abanar a cauda para trás das costas, o gato estará a verificar a presença, ou não, de um inimigo atrás de si.

  • Ao baixar a cauda no sentido do chão, o gato está a dar a indicação de que apanhou um susto ou de que se sente culpado por alguma coisa.

  • Prender a cauda entre as patas, significa que o animal tem medo de algo ou de alguém, seja justificado ou infundado. Este receio oscila desde a incerteza até à ligeira submissão. Além disso, pode também ser sinónimo de culpa, já que o gatinho pode ter feito alguma coisa que sabe merecer a desaprovação do dono.

  • Mexer a cauda de um lado para o outro é provavelmente um sinal de que o gatinho está zangado. No entanto, pode também ser um convite para brincar. As circunstâncias desta atitude fornecem informação acerca da sua verdadeira razão.


Se o fiel companheiro “não estiver nos seus dias”, deixe-o sozinho até que recupere o seu bom humor. Caso queira brincar, aproxime-se com um brinquedo, apropriado para ele, tal como canas de brincar ou ratos de peluche.

Os especialistas consideram recomendável brincar entre um quarto a um terço do dia com o seu gatinho. Se o animal passa o dia a dormir e a comer, é quase certo que não é suficientemente estimulado – e ao sentir-se assim, o animal não é feliz.

No entanto, devido a elevados volumes de trabalho ou outras obrigações, alguns donos não têm disponibilidade para passar tanto tempo com os seus pequenos felinos – e a verdade é que esses animais estão bem de saúde. Quando os gatos têm a oportunidade de gastar energias e dar azo aos seus instintos naturais, como caçar no exterior, estarão suficientemente ocupados, mesmo que os donos não lhes possam dar muita atenção.



O gato esfrega o nariz contra o meu – o que significa?

Com este gesto o animal pode estar a “marcar” o seu querido companheiro de duas patas com o seu cheiro. Seja como for, é um gesto amoroso para com os donos.